Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar os nossos serviços, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.

[Fechar]
Publicidade
Em Destaque
Vila Nova de Famalicão

BISNAGAS DE COMPOTA MEIA DÚZIA ESTÃO A CONQUISTAR O MUNDO A PARTIR DE FAMALICÃO

2018-07-30

Inovação

Texto:
JOSÉ AGOSTINHO PEREIRA

Fotografia de:
CMVNF




Os lisboetas e os turistas de Lisboa serão muito provavelmente os próximos a poderem vivenciar as experiências Meia Dúzia nuuma loja própria da marca e outros se seguirão, dentro e fora do país

“Uma loucura”. As compotas em bisnaga da Meia Dúzia surpreenderam os portugueses em 2013 e, desde então, a marca não parou de crescer e de se posicionar nacional e internacionalmente. A expressão é de Jorge Ferreira, CEO da empresa que está presente com loja própria na Rua das Flores, no Porto, e em cerca de duas dezenas de países através da sua rede de distribuidores internacionais. Aquilo que começou com meia dúzia de experiências de sabores inesperados e únicos, oferecidos em packs de meia dúzia de tubos de tinta com compotas de grande qualidade no seu interior, proporciona hoje perto de uma centena de experiências relacionadas com produtos de origem portuguesa, onde entra, entre outros, a maça Bravo de Esmolfe e a Pêra Rocha, bem como matérias primas de produção biológica como mirtilos, groselhas, framboesas, figos e ervas aromáticas. Mas para além das compotas que dispensam os frascos, as colheres e facas para barrar, há ainda os chás, os licores e, mais recentemente, um inovador Brunch & Petiscos Portugueses servido na loja com assinatura do Chef Ignatius Dlamini.

 

A Meia Dúzia, que foi em 2013 alvo de uma das primeiras ações do projeto Famalicão Made IN, foi na passada sexta-feira, 27 de julho, revisitada pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, agora no âmbito do Roteiro pela Inovação de Famalicão. “Quisemos realçar novamente este projeto para mostrar o quanto os fatores inovação e competência são importantes num projeto empresarial”, disse Paulo Cunha, orgulhoso por um projeto desta natureza e diferenciação ter tido a sua origem em Vila Nova de Famalicão, mais propriamente, no seio da família Ferreira, em Outiz, pela mão dos irmãos Jorge e Andreia. “Este projeto é o melhor exemplo de como a inovação, persistência, trabalho, atualização permanente e arrojo são condimentos essenciais para o crescimento de boas ideias, nasçam elas onde nascerem”, acrescentou.

 

Entre muitos outros espaços, a Meia Dúzia já faz parte das prestigiadas marcas comercializadas nos famosos Armazéns do Harrods no Reino Unido, nas Galerias Lafayette do Dubai, no menu dos hotéis Hilton em Praga e na mais emblemática department store da Alemanha, e segunda maior da Europa - a Kaufhaus des Westens – KaDeWe, em Berlim.

 

A loja do Porto é mesmo um caso de sucesso junto do orgulhoso público português e das muitas nacionalidades de turistas que visitam a cidade. Tanto assim é que a loja Meia Dúzia arrisca-se a afirmar que as experiências que proporcionam “são o souvenir, regalo ou gifts mais original do Porto que os turistas podem levar consigo para experimentar os genuínos sabores de Portugal”. Os lisboetas e os turistas de Lisboa serão muito provavelmente os próximos a poderem vivenciar as experiências Meia Dúzia numa loja própria da marca e outros se seguirão, dentro e fora do país.

 

A inovação do projeto dá-lhe asas desde a sua génese e parece não haver limites para as experiências à Meia Dúzia. Jorge Ferreira admite mesmo a hipótese de um dia testar noutros países e culturas as misturas com produtos locais que tanto sucesso fizeram cá e depois colocá-las num tubo de tinta com sabores inesperados e únicos.



Vila Nova de Famalicão

BISNAGAS DE COMPOTA MEIA DÚZIA ESTÃO A CONQUISTAR O MUNDO A PARTIR DE FAMALICÃO

2018-07-30

Inovação

Texto:
JOSÉ AGOSTINHO PEREIRA

Fotografia de:
CMVNF




Os lisboetas e os turistas de Lisboa serão muito provavelmente os próximos a poderem vivenciar as experiências Meia Dúzia nuuma loja própria da marca e outros se seguirão, dentro e fora do país

“Uma loucura”. As compotas em bisnaga da Meia Dúzia surpreenderam os portugueses em 2013 e, desde então, a marca não parou de crescer e de se posicionar nacional e internacionalmente. A expressão é de Jorge Ferreira, CEO da empresa que está presente com loja própria na Rua das Flores, no Porto, e em cerca de duas dezenas de países através da sua rede de distribuidores internacionais. Aquilo que começou com meia dúzia de experiências de sabores inesperados e únicos, oferecidos em packs de meia dúzia de tubos de tinta com compotas de grande qualidade no seu interior, proporciona hoje perto de uma centena de experiências relacionadas com produtos de origem portuguesa, onde entra, entre outros, a maça Bravo de Esmolfe e a Pêra Rocha, bem como matérias primas de produção biológica como mirtilos, groselhas, framboesas, figos e ervas aromáticas. Mas para além das compotas que dispensam os frascos, as colheres e facas para barrar, há ainda os chás, os licores e, mais recentemente, um inovador Brunch & Petiscos Portugueses servido na loja com assinatura do Chef Ignatius Dlamini.

 

A Meia Dúzia, que foi em 2013 alvo de uma das primeiras ações do projeto Famalicão Made IN, foi na passada sexta-feira, 27 de julho, revisitada pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, agora no âmbito do Roteiro pela Inovação de Famalicão. “Quisemos realçar novamente este projeto para mostrar o quanto os fatores inovação e competência são importantes num projeto empresarial”, disse Paulo Cunha, orgulhoso por um projeto desta natureza e diferenciação ter tido a sua origem em Vila Nova de Famalicão, mais propriamente, no seio da família Ferreira, em Outiz, pela mão dos irmãos Jorge e Andreia. “Este projeto é o melhor exemplo de como a inovação, persistência, trabalho, atualização permanente e arrojo são condimentos essenciais para o crescimento de boas ideias, nasçam elas onde nascerem”, acrescentou.

 

Entre muitos outros espaços, a Meia Dúzia já faz parte das prestigiadas marcas comercializadas nos famosos Armazéns do Harrods no Reino Unido, nas Galerias Lafayette do Dubai, no menu dos hotéis Hilton em Praga e na mais emblemática department store da Alemanha, e segunda maior da Europa - a Kaufhaus des Westens – KaDeWe, em Berlim.

 

A loja do Porto é mesmo um caso de sucesso junto do orgulhoso público português e das muitas nacionalidades de turistas que visitam a cidade. Tanto assim é que a loja Meia Dúzia arrisca-se a afirmar que as experiências que proporcionam “são o souvenir, regalo ou gifts mais original do Porto que os turistas podem levar consigo para experimentar os genuínos sabores de Portugal”. Os lisboetas e os turistas de Lisboa serão muito provavelmente os próximos a poderem vivenciar as experiências Meia Dúzia numa loja própria da marca e outros se seguirão, dentro e fora do país.

 

A inovação do projeto dá-lhe asas desde a sua génese e parece não haver limites para as experiências à Meia Dúzia. Jorge Ferreira admite mesmo a hipótese de um dia testar noutros países e culturas as misturas com produtos locais que tanto sucesso fizeram cá e depois colocá-las num tubo de tinta com sabores inesperados e únicos.