Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar os nossos serviços, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.

[Fechar]
Publicidade
Em Destaque
Vale São Cosme

Olimpíadas de Xadrez 2018

2018-10-10

Xadrez

Texto:
Mário Oliveira

Fotografia de:
DIDÁXIS




Inês Silva obtém título WCM

A 43ª edição das Olimpíadas de Xadrez decorreu, de 24 de setembro a 5 de setembro de 2018, em Batumi na Geórgia. Este evento que se realiza de 2 em 2 anos, é o maior evento de Xadrez do mundo, juntando 183 países e cerca de 1500 participantes.

A seleção absoluta portuguesa, capitaneada pelo MF Jorge Guimarães, conseguiu melhorar vinte e duas posições em relação ao ranking inicial, classificando-se em 47º lugar, com 13 pontos em 22 possíveis (6 vitórias, 1 empates e 4 derrotas) em 150 equipas.

A seleção feminina portuguesa, capitaneada pelo MI Sérgio Rocha, classificou-se em 95º lugar em 140 equipas, sete lugares acima da posição inicial, obtendo 10 pontos em 22 possíveis (3 vitórias, 4 empates e 4 derrotas).

Relativamente ao plano individual absoluto, o grande destaque foi a perfomance do MI David Martins ao concluir a Olimpíada com 8 pontos em 10 partidas, um dos melhores registos no respetivo tabuleiro. Para a história em termos de resultados dos portugueses neste torneio fica também o triunfo parcial de Luís Galego, 1º tabuleiro da Seleção Nacional, sobre o polaco Jan-Krzysztof Duda, 23.º jogador mundial, na terceira ronda.

No que diz respeito à seleção feminina, esta foi representada pela segunda vez consecutiva pelas irmãs Mariana Silva (3,5 pontos em 9 jogos no 3º tabuleiro) e Inês Silva (5,5 pontos em 9 jogos no 4º tabuleiro) do jovem clube famalicense CX A2D. O grande destaque no plano individual foi a performance de Inês Silva que com apenas 17 anos conquistou o título Woman Candidate Master (WCM)!

A China foi a grande vencedora das Olimpíadas de Batumi, ao triunfar nos dois setores. Em ambos os casos, os chineses empataram (2-2) na primeira mesa – frente aos Estados Unidos no torneio absoluto e perante a Rússia na prova feminina -, resultados que serviram os objetivos e vieram a ser favoráveis nas contas dos desempates.

A 44.ª edição das Olimpíadas realizar-se-á na cidade russa de Khanty-Manssiysk (Sibéria), em 2020.

Mais informações:

http://www.fpx.pt/web/comunicacao/noticias/72-destaques/1811-claro-triunfo-de-portugal-para-terminar-olimpiadas-de-batumi-na-47-posicao

https://batumi2018.fide.com/en

http://chess-results.com/tnr368908.aspx?lan=10&art=0&flag=30

http://chess-results.com/tnr368909.aspx?lan=10&art=0&flag=30



Vale São Cosme

Olimpíadas de Xadrez 2018

2018-10-10

Xadrez

Texto:
Mário Oliveira

Fotografia de:
DIDÁXIS




Inês Silva obtém título WCM

A 43ª edição das Olimpíadas de Xadrez decorreu, de 24 de setembro a 5 de setembro de 2018, em Batumi na Geórgia. Este evento que se realiza de 2 em 2 anos, é o maior evento de Xadrez do mundo, juntando 183 países e cerca de 1500 participantes.

A seleção absoluta portuguesa, capitaneada pelo MF Jorge Guimarães, conseguiu melhorar vinte e duas posições em relação ao ranking inicial, classificando-se em 47º lugar, com 13 pontos em 22 possíveis (6 vitórias, 1 empates e 4 derrotas) em 150 equipas.

A seleção feminina portuguesa, capitaneada pelo MI Sérgio Rocha, classificou-se em 95º lugar em 140 equipas, sete lugares acima da posição inicial, obtendo 10 pontos em 22 possíveis (3 vitórias, 4 empates e 4 derrotas).

Relativamente ao plano individual absoluto, o grande destaque foi a perfomance do MI David Martins ao concluir a Olimpíada com 8 pontos em 10 partidas, um dos melhores registos no respetivo tabuleiro. Para a história em termos de resultados dos portugueses neste torneio fica também o triunfo parcial de Luís Galego, 1º tabuleiro da Seleção Nacional, sobre o polaco Jan-Krzysztof Duda, 23.º jogador mundial, na terceira ronda.

No que diz respeito à seleção feminina, esta foi representada pela segunda vez consecutiva pelas irmãs Mariana Silva (3,5 pontos em 9 jogos no 3º tabuleiro) e Inês Silva (5,5 pontos em 9 jogos no 4º tabuleiro) do jovem clube famalicense CX A2D. O grande destaque no plano individual foi a performance de Inês Silva que com apenas 17 anos conquistou o título Woman Candidate Master (WCM)!

A China foi a grande vencedora das Olimpíadas de Batumi, ao triunfar nos dois setores. Em ambos os casos, os chineses empataram (2-2) na primeira mesa – frente aos Estados Unidos no torneio absoluto e perante a Rússia na prova feminina -, resultados que serviram os objetivos e vieram a ser favoráveis nas contas dos desempates.

A 44.ª edição das Olimpíadas realizar-se-á na cidade russa de Khanty-Manssiysk (Sibéria), em 2020.

Mais informações:

http://www.fpx.pt/web/comunicacao/noticias/72-destaques/1811-claro-triunfo-de-portugal-para-terminar-olimpiadas-de-batumi-na-47-posicao

https://batumi2018.fide.com/en

http://chess-results.com/tnr368908.aspx?lan=10&art=0&flag=30

http://chess-results.com/tnr368909.aspx?lan=10&art=0&flag=30