Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar os nossos serviços, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.

Em Destaque
Bairro

April Ivy no Castro Alves em Festa

2017-06-12

Evento

Texto:
Cristiana Carmo

Fotografia de:
Online




Terceira edição da iniciativa promovida pela Fundação Castro Alves realiza-se a 16 e 17 de junho

A cantora April Ivy é a grande figura da terceira edição do festival “Castro Alves em Festa”, que regressa esta sexta e sábado, dias 16 e 17 de junho, à freguesia de Bairro, em Vila Nova de Famalicão.

A jovem revelação da música pop portuguesa atua no segundo dia do certame, num concerto com entrada livre e início marcado para 21h30.

April Ivy lançou, em 2015, o primeiro single, “Unstoppable”. Depois disso, seguiu-se o convite para a gravação do primeiro EP e, em fevereiro de 2016, lançou “Be Ok”, música que rapidamente conquistou o público português, com forte presença nas rádios nacionais. Em julho de 2016 assinou pela Universal Music France / MCA e no final desse mesmo verão voltou à carga com o single “Shut Up”.

Para além de April Ivy, também a dupla de Djs Los Bandidos e o cantor famalicense Gil Cadeias atuam na segunda noite do Castro Alves em Festa, que ao longo dos dois dias tem agendadas várias atividades de cariz cultural.

A iniciativa, refira-se, conta com o apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Bairro, é de entrada livre e gratuita e tem como principal objetivo recolocar a Fundação Castro Alves num patamar de maior visibilidade e dinamismo cultural na região.

Localizada em Bairro, a Fundação Castro Alves foi instituída por iniciativa do Comendador Castro Alves. As suas atividades encontram-se centradas em três setores: Escola de Música, que começou a funcionar em 1971, Escola de Cerâmica Artística, criada em 1979, e o Museu de Cerâmica Artística, que foi inaugurado em 1987.

Estando o museu intimamente ligado ao funcionamento da Escola/ Oficina de Cerâmica Artística, a totalidade do seu espólio é constituído por milhares de exemplares de peças executadas nessa escola, por jovens da freguesia de Bairro e circunvizinhas, tendo como grandes impulsionadores e professores os pintores Júlio Resende e Francisco Laranjo, o oleiro Fernando Sousa e o arquiteto Fernando Lanhas, o qual concebeu e organizou o museu, quer ao nível do projeto de arquitetura do edifício, quer do projeto museológico.

Refira-se ainda que a exposição permanente do museu é constituída por dois núcleos: um de Olaria e outro de Esculturas de Cerâmica, o que representa um espólio de mais de 1300 peças, distribuídas por três salas, com uma área total de 400m².



Bairro

April Ivy no Castro Alves em Festa

2017-06-12

Evento

Texto:
Cristiana Carmo

Fotografia de:
Online




Terceira edição da iniciativa promovida pela Fundação Castro Alves realiza-se a 16 e 17 de junho

A cantora April Ivy é a grande figura da terceira edição do festival “Castro Alves em Festa”, que regressa esta sexta e sábado, dias 16 e 17 de junho, à freguesia de Bairro, em Vila Nova de Famalicão.

A jovem revelação da música pop portuguesa atua no segundo dia do certame, num concerto com entrada livre e início marcado para 21h30.

April Ivy lançou, em 2015, o primeiro single, “Unstoppable”. Depois disso, seguiu-se o convite para a gravação do primeiro EP e, em fevereiro de 2016, lançou “Be Ok”, música que rapidamente conquistou o público português, com forte presença nas rádios nacionais. Em julho de 2016 assinou pela Universal Music France / MCA e no final desse mesmo verão voltou à carga com o single “Shut Up”.

Para além de April Ivy, também a dupla de Djs Los Bandidos e o cantor famalicense Gil Cadeias atuam na segunda noite do Castro Alves em Festa, que ao longo dos dois dias tem agendadas várias atividades de cariz cultural.

A iniciativa, refira-se, conta com o apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Bairro, é de entrada livre e gratuita e tem como principal objetivo recolocar a Fundação Castro Alves num patamar de maior visibilidade e dinamismo cultural na região.

Localizada em Bairro, a Fundação Castro Alves foi instituída por iniciativa do Comendador Castro Alves. As suas atividades encontram-se centradas em três setores: Escola de Música, que começou a funcionar em 1971, Escola de Cerâmica Artística, criada em 1979, e o Museu de Cerâmica Artística, que foi inaugurado em 1987.

Estando o museu intimamente ligado ao funcionamento da Escola/ Oficina de Cerâmica Artística, a totalidade do seu espólio é constituído por milhares de exemplares de peças executadas nessa escola, por jovens da freguesia de Bairro e circunvizinhas, tendo como grandes impulsionadores e professores os pintores Júlio Resende e Francisco Laranjo, o oleiro Fernando Sousa e o arquiteto Fernando Lanhas, o qual concebeu e organizou o museu, quer ao nível do projeto de arquitetura do edifício, quer do projeto museológico.

Refira-se ainda que a exposição permanente do museu é constituída por dois núcleos: um de Olaria e outro de Esculturas de Cerâmica, o que representa um espólio de mais de 1300 peças, distribuídas por três salas, com uma área total de 400m².