Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar os nossos serviços, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.

Em Destaque
Calendário

Industrial Francisco Inácio da Cunha Guimarães lembrado nos 30 anos do Museu da Indústria Têxtil

2017-06-29

Efeméride

Texto:
Cristiana Carmo

Fotografia de:
CMVNF




Comemorações do 30.º aniversário do MIT decorrem no próximo dia 8 de julho

É com uma exposição evocativa da vida e obra de um dos primeiros industriais têxteis do norte do país – Francisco Inácio da Cunha Guimarães - que o Museu da Indústria Têxtil (MIT) da Bacia do Ave, de Vila Nova de Famalicão, vai celebrar o seu 30.º aniversário.

A mostra, intitulada “Francisco Inácio da Cunha Guimarães (1864-1947): Um pioneiro da indústria têxtil na Bacia do Ave”, é inaugurada no próximo sábado, 8 de julho, juntamente com a apresentação e lançamento do catálogo da mesma. A exposição é inaugurada às 17h00 e vai estar patente neste museu famalicense até abril do próximo ano.

Francisco Inácio da Cunha Guimarães, Comendador da Ordem de Mérito Agrícola e Industrial, classe de Mérito Industrial, desempenhou um importante papel no processo de industrialização da Bacia do Ave, com vários empreendimentos industriais nos concelhos de Guimarães e Vila Nova de Famalicão, como é disso exemplo a aquisição, em 1918, da Fiação e Tecidos de Serves, em Pedome, também conhecida como Fábrica de Santo António do Caído.

Para além da inauguração da exposição, no próximo dia 8 haverá também lugar para uma conferência sobre a história dos 30 anos do MIT, proferida pelo seu coordenador científico, José Manuel Lopes Cordeiro, pelas 16h00. Sendo o MIT a primeira entidade museológica da Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão a disponibilizar online dados e fotografias das suas coleções museológicas, pelas 16h30 decorrerá também uma apresentação do inventário online das coleções que se encontram em exposição permanente na plataforma web “Famalicão ID – Sistema Integrado de Gestão e Informação de Bens Culturais”.

Recorde-se que o Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave foi fundado em 1987 com o objetivo de estudar o processo de industrialização desta região e contribuir para a preservação do seu património industrial. Inserido numa área fortemente marcada pela industria têxtil, é o único museu dedicado a esta atividade existente no norte do país. Para além de apresentar uma síntese da evolução histórica da industrialização desta região, o MIT expõe uma fascinante coleção de máquinas têxteis históricas em funcionamento.

Pode ser visitado de terça a sexta-feira das 10h00 às 17h30 e aos sábados e domingos das 14h30 às 17h30. A entrada é livre.



Calendário

Industrial Francisco Inácio da Cunha Guimarães lembrado nos 30 anos do Museu da Indústria Têxtil

2017-06-29

Efeméride

Texto:
Cristiana Carmo

Fotografia de:
CMVNF




Comemorações do 30.º aniversário do MIT decorrem no próximo dia 8 de julho

É com uma exposição evocativa da vida e obra de um dos primeiros industriais têxteis do norte do país – Francisco Inácio da Cunha Guimarães - que o Museu da Indústria Têxtil (MIT) da Bacia do Ave, de Vila Nova de Famalicão, vai celebrar o seu 30.º aniversário.

A mostra, intitulada “Francisco Inácio da Cunha Guimarães (1864-1947): Um pioneiro da indústria têxtil na Bacia do Ave”, é inaugurada no próximo sábado, 8 de julho, juntamente com a apresentação e lançamento do catálogo da mesma. A exposição é inaugurada às 17h00 e vai estar patente neste museu famalicense até abril do próximo ano.

Francisco Inácio da Cunha Guimarães, Comendador da Ordem de Mérito Agrícola e Industrial, classe de Mérito Industrial, desempenhou um importante papel no processo de industrialização da Bacia do Ave, com vários empreendimentos industriais nos concelhos de Guimarães e Vila Nova de Famalicão, como é disso exemplo a aquisição, em 1918, da Fiação e Tecidos de Serves, em Pedome, também conhecida como Fábrica de Santo António do Caído.

Para além da inauguração da exposição, no próximo dia 8 haverá também lugar para uma conferência sobre a história dos 30 anos do MIT, proferida pelo seu coordenador científico, José Manuel Lopes Cordeiro, pelas 16h00. Sendo o MIT a primeira entidade museológica da Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão a disponibilizar online dados e fotografias das suas coleções museológicas, pelas 16h30 decorrerá também uma apresentação do inventário online das coleções que se encontram em exposição permanente na plataforma web “Famalicão ID – Sistema Integrado de Gestão e Informação de Bens Culturais”.

Recorde-se que o Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave foi fundado em 1987 com o objetivo de estudar o processo de industrialização desta região e contribuir para a preservação do seu património industrial. Inserido numa área fortemente marcada pela industria têxtil, é o único museu dedicado a esta atividade existente no norte do país. Para além de apresentar uma síntese da evolução histórica da industrialização desta região, o MIT expõe uma fascinante coleção de máquinas têxteis históricas em funcionamento.

Pode ser visitado de terça a sexta-feira das 10h00 às 17h30 e aos sábados e domingos das 14h30 às 17h30. A entrada é livre.